30 de jul de 2011

No hay Nafta =/

IMPREVISTO 1

No caminho pra chegarmos na cidade de San Miguel de Tucuman surgiu mosso primeiro imprevisto na estrada! Nossa moto tem autonomia pra 300 quilômetros, bem menos que um carro que é quase o dobro que isso. A última cidade grande que passamos tinha sido Catamarca e lá nenhum posto tinha gasolina, aqui chamada de Nafta. Passamos em vários postos sem nenhuma gota de combustível, vários carros na fila mesmo sem nada pra vender a espera do próximo caminhão. Resolvemos seguir mesmo sem estar com o tanque cheio e ver o que fazer no caminho... Como sempre sem planejamento, hehehehe.

Todos os postos que passamos estavam fechados! Até que chegamos no nosso limite. Só tínhamos combustível pra rodar 30 km, ou seja sem saída!! Paramos num posto sem gasolina e ficamos lá pensando na vida! Tipo assim a cidade era um lixo, pobre e poeirenta (típica cidade pequena do norte argentino). Imagina ter que passar a noite naquele lugar. Affffffff que triste! Tomamos mais um café número 7.974.985. E começamos anos conformar. 

Posto fantasma =/

Até que um bendito passou e nos disse que tinha um posto na cidade que tinha gasolina!

EBA!!!!!!! Tudo certo!!!! =)

Só que quando chegamos lá a realidade era outra......Nunca tinha visto tanto moto junta! A fila tinha uns 2 km.... 

Encontro dos motoboys argentinos

Ficamos mais de 2 horas na fila esperando pra abastecer e rezando pra Difunta Correa nos ajudar pra que o combustível não acabasse antes da gente chegar lá!
Depois de mais de uma hora na fila contei e ainda tinha quase 80 motos na nossa frente!!! =S
Não diga!!!! =S

Resultado de tudo isso!!! O problema continuou nos próximos dias e pegamos várias filas de 30, 40 minutos pra abastecer. E é claro que alguém tinha que ter a idéia de adulterar o combustível, ou você acha que só brasileiro é malandro! Dois dias depois passaríamos pelo...

IMPREVISTO 2

Parados no meio da pista...

A moto não ligava nem fazia nenhum barulho inspirador e o Rafa entende de mecânica tanto quanto ele entende de política! NADA!!!!!!!!!!!! Resumindo a gente tava fudido!!

Paramos lá e ficamos e pensando... Quantos quilômetros até a próxima cidade? Uns 20km. Ah dá pra ir caminhando! Será que a gente consegue empurrar a moto???? Pesado né... que preguiça =/

Resumindo... Rafa resolveu fumar um cigarro e brincar com algodão da beira da pista.

=S

Tô fudida nessa vida mesmo viu! A única coisa que a gente tinha era uma tal de uma bugia, que eu acho que é uma vela (mas só acho). Vamos trocar então!!!

Tá decidido!!! Mas como faz isso???!!! =S

Do nada aparecem dois caminhões e desce o motorista e pergunta se a gente tinha algum problema. Nisso o outro já desce com uma caixa gigante cheia de ferramentas e começas a futricar nos parafusos... A gente pra fingir que era esperto fala da bugia. Ele troca tipo em 3 minutos!! E.........

Não adianta!! Aff a pollita morreu =(

Aí ele abre um coisa que não faço idéia do que seja e tira um monte de água suja, tipo com terra de dentro da moto e fala que a gasolina era “mala”.

Sujeira pra fora. Tentamos ligar a moto e vrummmmmmmm!!! =D

Eba!!!! Podemos voltar pra estrada. Insistimos em pagar algo pro nosso salvador e ele se recusa. Compartilhamos uma cuia de mate (nosso chimarrão) e eles nos avisam que vão nos acompanhar na estrada caso tivéssemos mais problemas!

Rafa e no fundo nossos salvadores =D

Ahhhhh nada melhor do que boas pessoas em nosso caminho e uma dose de sorte =D

29 de jul de 2011

Los Tuneles de La Merced


No caminho entre Catamarca e Tucuman tinha uma pequena cidade chamada La Merced que possui esses túneis muito locos. Que foram construídos pra ligar um lado do estado ao outro e somam quase 6 quilômetros de extensão, mas nunca foram usados! Que desperdício...

O primeiro é enorme!!!! Com mais de 2 quilômetros...

A luz da saída lá no final dá pra ter noção o quanto é grande!


O lugar é no meio do nada e dentro do túnel faz muito frio e venta pra cacete! Tentamos entrar de moto, mas tinha muita lama e poças enormes de água então deixamos a pollita na porta e fomos andando...

Ops...

Homens bons vão pro céu.
Motociclistas vão a qualquer lugar! =P

Ou pelo menos tentam!!!

Bem legal o lugar! Valeu a visita e ainda almoçamos mais empanadas lá no meio do mato!!! =D
Pollita, eu e Rafa no mato!!! =)



Ahhh quase esqueci que nesse dia completamos 10.000 km com nossa pollita!!! =D


Guerrera Pollita!

Ops! Estamos aqui!

Acabou que viemos parar de volta no Brasil!!!
Mas não considero um fim. Uma pausa =)



Tenho um monte de coisas pra contar e atualizar dos últimos tempos e vou colocando aos poucos. 


Tá em duvida do que vamos fazer agora????


Eu também!!!! =)



24 de jul de 2011

Desenvolvendo...

Um dia escolhi um companheiro... Aliás, um dia eu bebi até que nossas vidas se encontraram novamente. E desde desse dia ele está comigo. Agora vivemos juntos um sonho sonhado por nós dois.

Acho que sempre sonhamos um sonho solitário, mas depois do encontro.......... não deu pra vivermos separados. Então os dois sonhos passaram a ser apenas um. A força da união pode tornar o sonho realidade!

Aqui estamos. Nos sentindo livres!

Como sempre desejamos. E dá um medo!!

A liberdade é tão dura quanto o conhecimento. Fiz minhas escolhas e não posso voltar atrás.

Aqui vou eu... Vivendo, amando, sonhando, envelhecendo, viajando...

Até que o sonho mude, jogue tudo pro alto... e tudo irá se torna apenas uma boa lembrança. Novos desafios virão...

quais serão os desafios?

quais serão os novos sonhos?

Completo 27 anos com espinhas e rugas, certezas e indecisões, paz e euforia. Muita felicidade e insegurança!!!!

Simplesmente me sentindo realmente VIVA!!!


22 de jul de 2011

Pueblo Perdido e empanadas em Catamarca...

Depois dos Dinossauros passamos por Catamarca, pra ser sincera somente porque estava no nosso caminho. Acabamos ficando dois dias meio desinteressantes e com pouca coisa pra conhecer. A cidade nem feia nem bonita não tem nenhum grande atrativo. 
Ficamos hospedados no Hostel San Pedro que é bem legalzinho e tinha um grupo de uns 20 adolescentes e apenas 1 professor, mas eles eram tão educados!! Mas engraçado um Hostel cheio de crianças, eles achando super engraçado aquela convivência extremamente compartilhada de viver em um Hostel.
Pegamos umas informações e fomos dar um role na cidade e decidimos visitar as ruinas do Pueblo Perdido, que "carinhosamente" apelidamos de “Mini Picchu”, bem como eu e Rafa já conhecemos Macchu Picchu pode-se dizer que somos no mínimo criteriosos no quesito ruinas. A gente chegou lá e tinha um placa:
Ahhh Beleza! É perto vamos lá!


Subimos e vimos o “Mini Picchu”, hehehehe. Pra ser muito sincera, as ruinas me pareciam ter sido toda remontada bem recentemente e assim era muitooo pequena, umas 3 casas com um espaço grande no meio, onde tinha uma placa que dizia: Plaza... Hummm não diga!!! 

Só isso?!

A praça... e a indignação do Rafa, hehehe

Pueblo????!!! Isso é no máximo uma vila... Sério mesmo??!! Foi a maior decepção...
O mais legal eram os cactos enormes que tinham por todo os lados, mas por aqui eles estão por todas as partes.
Admito que os cactos
eram IRADOS! 


Fui até o final pra me certificar
que era só isso mesmo! E era.

Flagrante de Bocolice =P


Olha o tamanho do espinho tadinho.

Descemos já meio indignados! Que ruina mas fraquinha! Juro eu não acredito que aquela parada está lá faz muito tempo....
Aí saiu uma mulher do nada e perguntou assim: Vocês subiram e viram as ruinas? Tem que pagar 15 pesos cada um! Afffffffffff fiquei pirada, porque juro que soubesse que tinha que pagar nem tinha ido. A gente disse que não ía pagar. Porque assim, o negócio tava lá no meio da estrada e sem nenhum aviso, sem porta, sem nada. Ela ficou brava e insistindo com cara de raiva e pena, aí resolvi pagar pra me livrar da mulher. O Rafa quis me matar porque pagamos, kakakakakaka. Enfim.... ela me deu um folder que explicava que o pueblo era muito antigo, mas a vila tinha sido habitada por vários pescadores há bem bem bem bem menos tempo. Tipo assim.... >/

Pra curar nossa raiva resolvemos fazer uma Empanadas argentinas no Hostel, só que exageramos um pouco e fizemos simplesmente 32 empanadas só pra mim e pro Rafa, hehehehe. E comemos TODAS!!!!! =D
Aprende aí como faz!


Deu certo!!!

É igual um pastel de forno, só que vem com carne e ovo. E fecha desse jeito divertido! hummm tava bom demais!!!
Delicia!!! =P

16 de jul de 2011

Ischigualasto!!! Parque dos Dinossauros...

Tierra de Dinossauros =)

Dinossauros Argentinos e pedras, muitas pedras muito locas no caminho!!!

Todo mundo faz o percurso pra conhecer o parque de carro, mas é claro que nos fizemos de moto! Só que pensa em um lugar seco! Muito muito muito mais seco que Brasília depois de dois meses sem chuva. 
Tadinha... morreu =(

O que resultou em um monte de poeira!!!!!!!!!! Muita mesmo! Mas nós e nossa pollita somos guerreiros e lá fomos nós =)

Estrada linda e fofinha de poeira..

Nossa pollita nos lugares mais exóticos!!! =)

Aqui já foram encontrados mais de 10 mil fósseis de dinossauros! Infelizmente, não tinha nenhum vivo igual no filme =(
O lugar é lindo cheios de pedras de todas as cores, brancas, vermelhas, redondas, pontudas, esfinges...  Lindo trabalho da natureza pra moldar milimetro por milimetro durante longas eras...

Pedra...

Cada detalhes conta uma história...

mais pedra...

Precisamos tirar algumas do caminho
pra pode passar, hehehe

mais pedra...

nas formas mais locas...


A pedra esfinge..


Ahhh Mentecapto!!!! Me desculpe!!! Definitivamente não são pedras são Aerolitos!!! 

Aerolitos! =P

Pra você que nunca assistiu Chapolin (se é que existe alguém, além do Rafael...)

No meio das pedras tinha um palco e pessoas dançando tango...


Enfim, na verdade achei isso muito estranho, coisa pra turista ver e eu doida pra ver a pedra e dinos.... Coisa que só aconteceria aqui na Argentina! Pelo menos rendeu boas fotos. Mas nada mais estranho que isso...

Vale de la Luna
Depois de rodar 40 quilômetros no meio da poeira, afundar a moto algumas vezes e ficar completamente marrom a gente vai no Museu pra finalmente ver os Dinos. Ebaaaa!!!

Este é um dos fósseis mais
antigos já encontrados!

Ops! Será que pode alimentar os animais!!
Ele era assim desse jeito =)

Que perigo!!! =P
  

11 de jul de 2011

Chegando em Valle Fértil...

Saimos de Mendoza e fazia muito frio (como sempre né) vou tentar não falar nisso de novo. Depois de poucos quilômetros de estrada a paisagem começou a ficar cada vez mais inóspita, essa viagem foi muito loca! Passamos por um lixão, várias lugares estranhos, até que chegamos no deserto! Tudo muito seco, placas de rios que não tinham água, quilômetros e quilômetros de nada!!!!

Peregrino no deserto =)

Olha a placa no meio do caminho...

1,60 de água no meio
do deserto! Hein???

Uns quilômetros depois começamos a passar no meio de pequenas montanhas que fazem parte da cordilheira dos Andes...

Melhorou o visual =D

Ahhh e essas homenagens super comuns ao longo de todas as estradas que passamos por aqui a alguém que morreu.

Ainda não descobri pra que a garrafa de água...

Não sei o que é isso mas estava no nosso caminho também...

Humm que fome!

Estava no nosso roteiro conhecer a Difunta Correa, estranho né?! Eu disse que essa viagem tinha sido esquisita. Na verdade, a palavra difunta por aqui tem mais um sentido mais de falecida. É uma mulher que foi encontrada morta aqui no meio desse deserto e seu filho amamentava no seu peito, mesmo ela já tendo falecido e ele sobreviveu. E claro que virou santa e agora todo mundo faz pedido pra Difunta Correa.... Bem cada um com suas crenças...

Reconstituição dos fatos

Pedem casa pra Difunta

Carro, caminhão, moto...

Como o Rafa que tinha feito nossa rota a gente tava meio perdido. E comecei a pedir pra Difunta Correa ajudar a gente a chegar no destino! =P

Difunta é pra cá mesmo???

Ahh eu adoro a estrada! =)

No meio da estrada um guarda nos parou só por curiosidade e ficou perguntando pra onde a gente ía, porque, quando, onde e doido pra encontrar alguma coisa errada e nos avisou que tinha muitos animais soltos na pista e eu vi de tudo! As vacas tem certeza que a pista faz parte do pasto, tem um monte no caminho de todas as faixas etárias! Mas vi também cabritos, um touro preto no meio da pista encarando nossa moto, lobo, passarinhos de todos os tipos e uns bichinhos que não sei o que são =)

?

Chegamos de noite no nosso destino Valle Fértil (será que a Difunta ajudou a gente?!) e ficamos no Hostel Campo Base e era muchoooo locoooo!!!! O lugar era completamente sem dono, entrava e saia quem queria, enquanto fazíamos nossa comida todo mundo se juntou na cozinha e começou a bebedeira, israelessnses, franceses, brasileiros, argentinos, ingleses, todo mundo falando um espanhol enrolado com direito a Dragons Breath, Fernet com Coca, argentinas com caras de bruxa paquerando meu namorado, francesa muda que não entendia nada que ninguém falava, inglês que passei a noite inteira chamando ele de Harry por causa do Harry Potter, o funcionário do Hostel que tinha um cabelo que parecia um cachorro doido nos explicando que mescalina é a melhor coisa do mundo, um cara que chamava Gringo mas na verdade era argentino, Eu e Rafa dançando forró no meio da cozinha, depois funk do “Creu” até a velocidade 4, porque na velocidade 5 nem sóbria, hehehehehehe.

Começo da bebedeira...

Aposto que vocês descobrem quem
a argentina com cara de bruxa, hahahaha

Dia seguinte tem Dinossauro! Ebaaaaaaa =)