29 de jun de 2011

O tempo voa . . .

Ontem completaram dois anos desde que saí de Brasília!  Do conforto e da facilidade de estar perto da família, dos amigos e da terra natal. E foi bom demais!! Completamente diferente de tudo que imaginava que seria, mas uma delícia!!! Um ano e sete meses de Rio de Janeiro e cinco meses de estrada!!! 

E hoje completam três meses que eu e Rafa estamos na estrada! =D

Onde será que vou estar daqui a dois anos????? =O

Que dúvida gostosa............

Mas como tudo na vida tem um lado ruim. Semana passada minha Mãe sofreu um acidente de carro e minha avó também estava no carro (minha Mãe está bem e minha Vó se recuperando). E não estar lá quando ela precisou de mim... enfim é um preço a pagar por estar longe. Há quem acredite que os momentos difíceis que fazem você crescer. Não acredito muito nisso, porque nada melhor do que paz pra se pensar com clareza. Mas esse momento foi bom pra refletir, sobre minha ações, minhas escolhas, me certificar de algumas e mudar outras. Escrevi um poema sobre isso tudo e vou compartilhar aqui vocês.

A vida e a linha

Às vezes linha reta
Às vezes cheia de curvas
Linha onde estamos pendurados
Muitos olham pra linha todo o tempo com medo que se rompa
Alguns se balançam sem o menor medo
Vivemos com a certeza de que um dia ela irá se romper
E nos preocupamos com a nossa linha e com daqueles que amamos
As vezes a linha balança com tanta força
Qualquer um teria medo que ela se rompesse
Nos lembramos de como a linha é frágil
E de como somos fortes!


SAUDADES MADRE!!!! =)




 

25 de jun de 2011

Bebendo vino =D


Uma das grandes atrações de Mendoza é visitar as Bodegas de vinho. Visitamos a mais antiga da região, Bodega Giol.

Bodega Giol

Que já foi responsável por 70% da produção de vinho da Argentina. Hoje em dia ela não produz mais nada e está aberta apenas para visitação.  

Imagina só cada uma armazenava 10.000 litros de vinho!

Dá pra nadar no vinho =P

Mais um andar com tonéis e tonéis de vinho

Como a produção foi crescendo eles bolaram um forma engenhosa de transportar o vinho. Esses canos azuis são vinhodutos! O vinho era engarrafado há dois quilômetros de distância de onde era produzido. Conhecemos um mendocino que nos disse que quando era criança, as vezes os canos se rompiam e eles enchiam bacias e mais bacias com o vinho. Imagina chuva de vinho =D
Vinhodutos! No detalhe dos canos azuis lá em cima.

Foi excelente poder ver como o vinho é feito.... e depois de tudo beber mais um pouquinho. Porque estamos viciados em beber vinho nesse frio daqui!

A melhor parte =D

A Bodega Giol pertencia a dois imigrantes, um italiano e outro suíço e eles construíram esses pequenos palácios no meio das plantações de uva e ao lado da Bodega para viver com seus muitos filhos, uns 10 cada um.
Eu queria um palacete também =(

Museo del Vino

Os dois ficaram ricos e voltaram pro seus respectivos países e nunca mais voltaram a Argentina. Fizeram a América e partiram! Hoje suas casas viraram o Museu del Vino. Que visitamos por apenas 2 pesos e uma simpática guia nos deu uma aula sobre a história do vinho por quase uma hora.



Jardins da casa

folhas...


Árvores...

E ninhos de passarinhos
 Todas essas partes escuras são enormes ninhos e tinha uma orquestra do canto dos passáros =)


Na porta de casa...

Passeando =P

24 de jun de 2011

Vivendo o inverno!

No Brasil sempre via a mocinha do jornal falar “Hoje começa oficialmente o inverno” e nem dava bola. Mas aqui o invernou começou dia 21 e logo no primeiro dia fez um frio de doer os ossos. Começou a ventar o que deixa a sensação térmica é ainda mais frio! E todo mundo diz que vai piorar.

Antes eu achava que o frio deixava as pessoas, mais elegantes, um pouco de frio pode até ser, mas muito frio deixa todo mundo parecendo um ursinho! =D

Aquelas blusas enormes e fofinhas acaba com qualquer ideia curva feminina. Eu uso todas as minhas roupas ao mesmo tempo, hehehehehe. Por isso que as chicas argentinas são muito magras, aqui tem um dos maiores índices de anorexia e bulimia do mundo, perdendo somente pro Japão, afinal se você vai vestir três calças é melhor que você não tenha as coxas grosas.

O inverno também é quase monocromático, todo mundo usa preto, marrom, cinza, afff cinza pra mim nem é cor! No máximo um vermelho. Mas as blusas de frio realmente quentes são muito caras, não dá pra ter uma de cada cor. Então voltamos ao preto, marrom e vermelho.

Estamos planejando uma visita aos montes vizinhos ao Aconcágua e olha a previsão do tempo:



Fri
24
after-
noon
Fri
24
night
Sat
25
morn-
ing
Sat
25
after-
noon
Sat
25
night
Sun
26
morn-
ing
Sun
26
after-
noon
Sun
26
night
Mon
27
morn-
ing
Mon
27
after-
noon
Mon
27
night

Wind (km/h)
Summary
clear
clear
clear
clear
clear
clear
clear
clear
clear
clear
Snow cm
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
Rain mm
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
Max °C
-1
-8
-5
-3
-10
0
1
-7
1
2
Min °C
-4
-11
-12
-6
-13
-10
-2
-8
-8
-2
WChill °C
-9
-16
-17
-9
-13
-14
-4
-12
-11
-4




Será que eu vou morrer???!!!! =(

18 de jun de 2011

Los Hermanos...

Faz um tempão que estou querendo escrever sobre minhas impressões sobre os Argentinos! Cheguei aqui cheia de ideias feitas e todas foram mudando com o passar do tempo.  A Argentina me parece o Brasil de quando eu era criança, com menos infraestrutura, com inflação, só que com mais teatros e livrarias do que existem no Brasil até hoje.
A inflação e a Cristina Kirchner dominam os assuntos por aqui. Os preços no mercado sempre variam, a carne tem picos, o peito de frango custava uns 20 reais o quilo, mais que o dobro do Brasil. 
Viajando de moto via o nome “Cristina” escrito em todos os viadutos e paredes ao longo da estrada, até o hoje desconheço quem seja seu principal concorrente. É fato que ela irá ganhar a próxima eleição, todos por aqui tem certeza!
As paredes de Buenos Aires estão lotadas de pichações! A maioria são sobre as Ilhas Malvinas,  não sei se vocês sabem, mas elas não pertencem ao a Argentina, mas a Inglaterra e acho que em breve vai ter uma outra guerra por causa disso. E também sobre a ditadura, não sei muito sobre a ditadura Argentina, mas sei que foi muito mais dura que no Brasil, o governo até hoje faz vista grossa pra vários desaprecidos, nas ruas tem diversas placas no chão escrito “Aqui desapareceu Fulano”. O ditadura aqui comecou mais ou menos em 76 e até hoje nas ruas tem pichações do tipo “Libertem os presos políticos” e a ainda é um assunto recorrente nos jornais.

Agora visualmente falando! Uma impressão forte dos argentinos foi o cabelo, hehehehehe. Tipo assim, eles tem cortes de cabelo muito estranhos, ou a falta de corte de cabelo, não sei ao certo. Uma quantidade enorme de homens tem dreads no cabelo, dreads de todos os tipos e não tem estilo específico, tem uns dreads que parecem roqueiros, outros parecem “emos dreads” na minha opnião a maioria dos dreads parecem a skatistas, mas quase nenhum parece nosso tipo dread do reggae (pausa para suspiro) ui ui ui. Me gusta =D.
Hermanos e seus cabelos =)
Ahhhh sem falar nas coisas mais bizarras tipo transplante de dread!?

Como assim?!!!!!!!!!

Calma que te explico.... você pega um dread daquele seu amigo preferido e arrama no seu cabelo de forma que ele nunca mais saia da sua cabeça também, só cortando. Em Buenos Aires  um cara queria transplantar um dread pro meu cabelo!!!!!!!!!!!! Pense que parada nojenta eu pegar um dread de um desconhecido e arramar na minha cabeleira, hahahahahahaha. Enfim não rola!
Os homens são muitoooo cheio de estilo e usam as roupas e cabelos das formas mais variadas. Eu acho isso o máximo na verdade!!!!!!!!! 

Cheio de estilo =)

Todo mundo pendura coisas na cabeça, no pescoço, onde der pra ter um adornos eles tem. Piercing no lugares mais variados, tipo no meio da buchecha ou no pescoço . O Rafa já aderiu a moda e pendurou um "colar" no cabelo, hahahahahahaha.

Uma dessas cordinhas está amarrada
no cabelo dele! Eu juro!!!

Eu gosto desse jeito meio gay dos homens daqui, eles se cumprimentam com beijinhos e são todos decorados, hehehehe.

Agora vamos as mulheres. Vi várias mulheres bonitas, o mais bonito são os olhos verdes e azuis pra todos os lados. Cerca de 90% das mulheres arramaram o cabelo com um coque lá no alto da cabeça  (bem no alto mesmo). Eu já aderi a moda =). 
Lá em cima =D

Mas na verdade acho elas bem bagunçadas, só que assim eu sou bem bagunçadinha também. Então estou me sentindo em casa, hahahahahahaha.
Elas são meio bagunçadinhas tipo eu mesmo, kkkkkkkkkkkkk. Usa-se muitas botas de todos os tipos mais divertidos e pouco salto, muito cabelo bagunçado e nada de escovinha, nem luzes............. essa sou eu =P.
Juro que essa bota é a última moda por aqui!
Inclusive assim de short, hehehe
O Rafa achou elas lindas e estilosas, mas gosto cada um tem o seu! No Brasil todo mundo queria me arrumar um pouquinho, hehehehehe.

No geral, todos são muito educados mesmo falando esse nosso “portunhol” fajuto. Educados sim, mas simpáticos.... No começo achava que eles não eram simpáticos com a gente porque éramos estrangeiros, mas hoje já acho que eles são assim com todo mundo mesmo. Os garçons, os vendedores das lojas são educados, mas a simpatia não é um traço forte.  Isso me deixa agoniada na verdade, adoro ser conquistada por uma simpatia que vêm assim de graça. O único lugar onde vi pessoas simpáticas foi em Córdoba, onde todo mundo era queria saber da nossa viagem, o que achávamos da sua cidade, dos Argentinos,  pra onde a gente ía, enfim calor humano! 
No resto, acho que não faz muita diferença se dissemos que a gente tava percorrendo a Argentina de moto, a pé,  correndo de costas, eles íam falar “Bueno” e ponto final. Estou me acostumando com isso. O mais importante é não esperar a simpatia =)